GSM Sistemas

Login Cliente




Distância entre plano dental e saúde diminui

Com base nos números da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), o Sindicato Nacional das Empresas de Odontologia de Grupo (Sinog), vê a participação do número de beneficiários por cobertura assistencial se aproximando na saúde suplementar. Se em 2001 a diferença era de 82,2% a favor dos planos médicos e hospitalares, hoje a distância é de 41,5% para os planos exclusivamente odontológicos, quase a metade, portanto, do que era há 13 anos.
Segundo o último levantamento da ANS, fechado em junho deste ano, o Sinog entende que essa não é apenas a menor distância já registrada entre planos médicos e os dentais, como também reflete que a tendência é a aproximação entre os dois segmentos. Atualmente, o mercado de saúde suplementar é composto por 50,9 milhões (70,7%) de beneficiários de planos médicos, e 21,07 milhões (29,3%) de beneficiários de planos exclusivamente odontológicos.
Presidente do Sinog, Geraldo Almeida Lima diz que mesmo crescendo a um ritmo menor, os planos odontológicos seguem em curva ascendente, pois existe um gap capaz de dar ao segmento odontológico a possibilidade de conquistar aqueles clientes do segmento médico-hospitalar em curto espaço de tempo. Para ele, está em alta a conscientização da importância dos planos odontológicos.

Com base nos números da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), o Sindicato Nacional das Empresas de Odontologia de Grupo (Sinog), vê a participação do número de beneficiários por cobertura assistencial se aproximando na saúde suplementar. Se em 2001 a diferença era de 82,2% a favor dos planos médicos e hospitalares, hoje a distância é de 41,5% para os planos exclusivamente odontológicos, quase a metade, portanto, do que era há 13 anos.Segundo o último levantamento da ANS, fechado em junho deste ano, o Sinog entende que essa não é apenas a menor distância já registrada entre planos médicos e os dentais, como também reflete que a tendência é a aproximação entre os dois segmentos. Atualmente, o mercado de saúde suplementar é composto por 50,9 milhões (70,7%) de beneficiários de planos médicos, e 21,07 milhões (29,3%) de beneficiários de planos exclusivamente odontológicos.
Presidente do Sinog, Geraldo Almeida Lima diz que mesmo crescendo a um ritmo menor, os planos odontológicos seguem em curva ascendente, pois existe um gap capaz de dar ao segmento odontológico a possibilidade de conquistar aqueles clientes do segmento médico-hospitalar em curto espaço de tempo. Para ele, está em alta a conscientização da importância dos planos odontológicos.

Fonte: http://capitolio.com.br/noticias/2014/10/03/distancia-entre-plano-dental-e-saude-diminui/

Palavras-chave: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,