GSM Sistemas

Login Cliente




Qual a influência da medicina preventiva nos custos assistenciais em saúde?

A maior parte dos custos destinados para a saúde são com consultas, exames, procedimentos ambulatoriais e internações. Segundo um estudo da ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar), os convênios de saúde gastam em média 79% das suas receitas com despesas assistenciais, sendo a maior delas com internações (39,7%). Essa pesquisa ajuda a demonstrar como ações de medicina preventiva podem ajudar a diminuir o número de internações e, consequentemente, reduzir os gastos dos planos de saúde com custos assistenciais.

O fator que é mais influenciado pela medicina preventiva nos custos assistenciais é com o tratamentos de doenças. Os exames, em geral, são mais baratos que os tratamentos e é nesse foco que a prevenção consegue reduzir os gastos com procedimentos ambulatoriais. O que acontece é que muitas pessoas deixam para procurar um profissional da saúde quando o quadro da doença já está mais avançado, o que muitas vezes gera gastos altos por parte dos convênios. Com a promoção da saúde, é possível conscientizar seus usuários sobre a importância da prevenção de doenças.

A medicina preventiva também tem como propósito a mudança de hábito das pessoas. Ou seja, elas irão fazer os exames e serão orientadas sobre seus resultados. Por exemplo, caso a pessoa esteja com pré-diabetes, um nutricionista já pode instruir sobre alimentação adequada e prática de atividades físicas com a finalidade de evitar que esse paciente de torne um diabético de fato – se isso acontecer, o convênio terá gasto com o tratamento. Nesse caso, o acompanhamento e monitoramento se tornam fatores essenciais para a medicina preventiva influenciar os custos assistenciais com saúde.

Embora as ações de medicina preventiva possam gerar aumento de custos de imediato, com a realização de exames e consultas, a longo prazo é uma prática bastante válida que auxilia na redução de custos assistenciais e que promove melhoria de vida para todos, sendo esse seu maior benefício.

Fonte: http://blog.hbprever.com.br/qual-a-influencia-da-medicina-preventiva-nos-custos-assistenciais-em-saude/?utm_medium=email&utm_campaign=newsletter_hbprever_-_janeiro_-_05012015&utm_source=RD+Station

Palavras-chave: , , , , , , , , , , , , , , , ,